PhysioHub_20190607_0031copy.jpg

Physiohub

Projecto: Vector Mais
Área: 275 m2
Local: Lisboa

A Physiohub é um novo conceito na área de fisioterapia em Portugal. Sob coordenação de António Gaspar - profissional com 30 anos de experiência e fisioterapeuta da principal Seleção Nacional de Futebol desde 2000 - a clínica abriu recentemente o seu espaço no Parque das Nações. Com concepção e construção da Vector Mais, o novo centro destaca-se pela funcionalidade, luminosidade e tranquilidade, aspectos essenciais para a Physiohub e para os seus clientes.

PhysioHub_20190607_0035copy.jpg
Vera Lucena, designer de interiores, Vector Mais

Vera Lucena, designer de interiores, Vector Mais

“No âmbito de um projecto de arquitectura e design de interiores, a Physiohub confiou-nos o desenvolvimento do concept design para os seus novos centros de fisioterapia. Com uma abordagem diferenciadora no serviço prestado, entendemos que cada espaço deveria reflectir e reforçar a mensagem do cliente.
O conforto dos colaboradores e utentes é o tema central do projecto, e todos os percursos estão pensados de forma a que as actividades diárias possam ocorrer com a naturalidade e comodidade necessárias.
As linhas dinâmicas surgem com a vontade de materializar o movimento, presente nas terapêuticas realizadas, e beneficiar do amplo pé-direito existente. A criação de volumetrias destacadas do tecto contribuiu para a concretização desta ideia, elevando as texturas para o plano superior e permitindo acentuar as formas oblíquas com linhas de iluminação oculta.
A promoção do bem-estar físico e psicológico foi outra questão fundamental, que nos levou a optar pela utilização de tons claros e luminosos, para que o ambiente criado transmita serenidade e confiança. A combinação pontual de superfícies lisas com a madeira e o azulejo contribuiu para reforçar este objectivo.
Em suma, todos os elementos foram escolhidos com o propósito de originar um espaço inovador, funcional e confortável, que participe e contribua para o sucesso das actividades desempenhadas pelos seus utilizadores.”